Já há algum tempo tinha reparado em anúncios no jornal relativamente a uma solução chave na mão chamada DVDBOOX. Se não me falha a memória por cerca de 1000 EUR de investimento mensal os mesmos forneciam tudo o necessário para montar o clube de video.

Recentemente reparei que o clube de video onde costumo ir fechou, e ao lado tinha abrido um novo. Nada de novo pensei eu, dada a actual situação do mercado de video: Cinemas por todo o lado, novidades e filmes a bons preços nas lojas, video on demand já disponivel, e claro o P2P sempre a ajudar, devem contribuir de forma negativa para o sucesso destas casas.

Recentemente temos cá em casa o MEO, que já têm um verdadeiro sistema de Videoclube a que já se pode chamar video on demand, contudo os preços, bem como os titulos disponiveis não são verdadeiramente apelativos. Contudo não deixa de ser bem melhor que o “Video On Demand” da TV Cabo, onde tinhamos de esperar pelo filme e sintonizar o canal X. No meo isso não existe: visualização imediata, stop, pause, forward, backward são tudo realidades do novo sistema IPTV da PT Comunicações.

Contudo e como disse, as novidades não são muitas lá resolvemos ir espreitar o novo clube de video.

Cumpridas as formalidades lá tive então acesso ao aluguer dos videos tornando-me sócio (será que este termos faz sentido hoje em dia?). Paguei cinco euros que reverteram para saldo no meu cartão, com chip, que me foi dado. Este permite o acesso á máquina do clube 24H por dia, e é aqui que reside a novidade !

Entregas, alugueres, visualização de trailers, carregamentos, tudo pode ser feito na máquina. Esqueçam a intervenção humana. Acima de tudo isto vêm um sistema de subdivisão do tempo de aluguer muito mais interessante, por ex., se trouxer o filme e o devolver antes de quatro horas pago bem menos.

O sistema Videomatic que me parece ser tabém um chave na mão é genial. Acho que faz aproximar os utilizadores da loja, tudo de uma forma tecnológica muito evoluída. Esqueçamos o tipico funcionário que têm de estar no VideoClube. O sistema não necessita dele para funcionar tudo é praticamente automático, precisando do dono para investir e manter os videos na máquina.

Gostei bastante da visita à loja da BomVideo em que o senhor e a senhora que me atenderam, além de simpáticos me informaram de tudo o necessário e como tudo funciona. Até a demonstração da web me efectuaram no tft que estava no balcão da loja. Rápidos, eficientes, e atenciosos, ganharam mais um cliente !!

Voltando à solução que foi a razão que me levou a escrever, eis o nosso sistema:

  • Um cartão com chip que me identifica como cliente (1 row na database 😛 )
  • Possibilidade de pré carregar o meu cartão como dinheiro na máquina de forma a alugar filmes, sem recurso a ninguém na loja.
  • Aluguer e devolução de filmes DVD na máquina.
  • Máquinas que permitem a pesquisa de títulos bem como pré visualizar os trailers dos filmes.
  • Histórico de alugueres de forma a alertar o utilizador para os filmes já alugados – para os mais distraídos é excelente.
  • Integração como uma página web onde posso ver os títulos disponiveis no videoclube
  • Pré reserva dos títulos via Internet para levantamento na loja (caso não o levante em uma hora cobram-se um euro e perco a reserva).
  • Além de tudo isto disponibilizam ainda jogos de playsation, que não é bem aquilo que me interessa por isso não vou desenvolver.

O senhor no final ainda foi bastante simpático e me resolveu mostrar a caixa ! Genial…. um autêntico armazém gerido por um computador.

O robô apanha os filmes que o cliente pede e entrega ao cliente. Na devolução o processo é semelhante, é tudo arrumadinho no compartimento destinado ao mesmo.

O braço hidraulico faz todo o trabalho, e aqui temos uma verdadeira solução de armazém automático.

Quando na FCT nas aulas de Sistemas de Tempo Real abordámos os armazéns automáticos nunca na altura pensei bem nas vantagens disto. A verdade é que o sistema de VideoMatic e por exemplo o robô da farmácia do fórum Almada são fascinantes.

Para quem é um apaixonado por tecnologia penso que facilmente compreende as maravilhas destes sistemas de armazenamento automático.

Ja agora em remate, contaram-me recentemente que existia um parque automóvel em cujos carros eram arrumados desta forma. Não me recordo de onde era, mas é mais uma aplicação destes fantáticos sistemas de arrumação completamente automatizados.

 


0 Comments

Leave a Reply

Avatar placeholder

Your email address will not be published. Required fields are marked *